Como Neuromarketing pode aumentar suas vendas!

por jun 15, 2020Estratégia de Vendas, Marketing de Conteúdo, Marketing Digital, Vendas1 Comentário

Como Neuromarketing pode aumentar suas vendas!

por jun 15, 2020Estratégia de Vendas, Marketing de Conteúdo, Marketing Digital, Vendas1 Comentário

Qual a necessidade que se tem de adquirir um produto? Como convencer um cliente que aquele serviço é essencial? Em princípio, esses são alguns dos questionamentos que o Neuromarketing busca responder. 

Que primeiramente tem a intenção de entender os fatores de impulso de compra que o marketing produz.

neuromarketing

 

O que é Neuromarketing?

Por certo a junção das palavras neurologia e marketing, formam a ciência do estudo comportamental das campanhas de publicitárias nos consumidores.

O termo foi criado pelo professor Ale Smidts, da Erasmus University, na Inglaterra. Todavia, o conceito se tornou reconhecido através de Gerald Zaltman, de Harvard, que usou de ressonância magnética para pesquisas mercadológicas.

O estudo de Zaltman consistiu no mapeamento dos estímulos neurológicos do Marketing no consumidor. Assim sendo, o Neuromarketing tornou-se uma ferramenta de estudos a partir dos anos 2000. 

De fato Cerca de 90% de toda informação e conteúdo que chega ao cérebro é processada de maneira inconsciente.

Portanto, assumimos que,  é quase impossível controlar a escolha do indivíduo, certo? Mais ou menos, é aí que a ciência pode ajudar.

Como a propaganda pode usar o Neuromarketing?

Imagine que você está navegando na internet e, de repente, se depara com um anúncio de um smartphone com uma oferta relâmpago. Logo,você decide clicar naquela imagem somente a título de curiosidade. 

Essa ferramenta neural explica quais fatores podem ter influenciado você a ter clicado naquele anúncio. Seja cor, frase, preço, disposição dos elementos, estilo de comunicação etc. 

Do mesmo modo pode ser ampliado para todos os contextos e mídias online e offline.

Por exemplo, é possível identificar os recursos que ajudam a atrair atenção do cliente por meio de um outdoor.

Até mesmo nesse blog, no qual estamos conversando, o Neuromarketing atua. De tal forma que precise existir uma certa diagramação de  linhas, palavras e forma de escrita para que isso seja agradável a ambos. 

Neuromarketing
Eu controlo você!

 

4 ferramentas do Neuromarketing para conquistar clientes

Primeiramente, as quatro ferramentas, tem só uma finalidade: conquistar clientes e mantê-los interessados.

1 – Gatilhos mentais

Em suma, são as escolhas que tomamos no “piloto automático”, a partir de alguma motivação própria. 

Por exemplo, se matricular em uma academia, a partir de uma promoção, por não estar satisfeito com sua aparência física no momento. Ou seja, o gatilho foi a promoção, mas a motivação seria sua aparência física. 

De tal forma que, a insatisfação existia anteriormente a promoção. Tanto que, se não houvesse a oferta, não existiria o gatilho. 

Essas motivações podem ser:

Escassez (como vagas limitadas);
Urgência (como ofertas e Black Friday);
Novidade (lançamento de um celular novo);
Prova social (aquisição por muitas pessoas).

E aí, te despertei algum gatilho mental?

2 – Estímulos sensoriais

Um dos grandes campeões em uso do Neuromarketing são os supermercados. Todavia,vou citar somente uma técnica, mas se quiser ler mais clique aqui

Perceba que, quando o supermercado quer que você fique dentro do estabelecimento, sua música reflete calmaria. Ja o contrário, ao tocar música mais agitadas, a ideia é que você saia do local o quanto antes.  

Nesse sentido temos um  estímulo sensorial auditivo, que faz parte de uma estratégia conhecida como marketing sensorial.

Em outras palavras através de sons, imagens, cheiros e gostos, é possível afetar a maneira como o público se comportará

3 – Eye tracking

É uma técnica de rastreamento comportamental ocular, que permite encontrar a melhor posição para os elementos de uma propaganda, condicionando o olhar e o consumidor.

Por exemplo, um anúncio de televisão pode utilizar-se do Eye Tracking para escolher o local certo de cada recurso visual, de forma que você estará condicionado a olhar para tal local no momento em que aquilo precisa estar

Em geral, essa técnica é aplicada em propagandas de promoções e ofertas junho de um gatilho de urgência é possível posicionar elementos para melhor identificação dos clientes.

Logo, mesmo sem ler que aquilo é uma oferta, o público já sabe sobre o que o anúncio trata.

4 – Storytelling

São narrativas publicitárias, que ao invés de venderem algo de forma sensacionalista, criam uma história por trás. Afim de despertar emoções, sentimentos, empatia com a marca e produto

Lembra das propagandas de Natal da Coca cola?

Neuromarketing
Nostálgico né?

Além do mais, essa ferramenta é tão poderosa, que ela pode fazer algo se tornar atemporal.

Em conclusão, vale lembrar da importância de conhecer o perfil do público-alvo para a construção de uma narrativa assertiva.


 

Prometo não enviar nenhum Spam

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments